Fernando Tavares

Fernando Tavares

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Estudos de Jazz - Parte 13 - Improvisação com Tétrades


Olá Pessoal!

Estamos de volta com mais uma coluna sobre Jazz.
Nesta coluna utilizaremos um elemento que eu considero fundamental para a improvisação dentro do Jazz, que são as tétrades.
Em matérias anteriores eu passei alguns estudos voltados para a utilização das tétrades em sua maneira mais simples. Agora, nos estudos abaixo, estudaremos alguns padrões nos quais a tétrade começa pela fundamental, pela terça, pela quinta e pela sétima do acorde.

No primeiro exercício temos os modelos básicos para a Tétrade maior com sétima maior. Decore a sequencia e transporte o modelo para as outras três principais tétrades (para os alunos mais avançados pode-se aplicar sobre sete tétrades diferentes).

Para quem não se lembra, os intervalos que formam as quatro principais tétrades são:
Tétrade Maior com Sétima Maior - F, 3, 5 e 7M
Tétrade Maior com Sétima Menor - F, 3, 5 e 7
Tétrade Menor com Sétima Menor - F, 3m, 5 e 7
Tétrade Meio Diminuta - F, 3m, 5dim e 7


No segundo exercício temos uma aplicação sobre o II V I de Dó Maior. Tente transportar estes modelos para outros tons e também para alguns temas de jazz.


Perceba que as notas ficam na mesma região do braço do instrumento. Estude-as, tente decorá-las e comece a aplicar algumas ideias sobre estes modelos.
Eu geralmente aplica pensando na colcheia, pois, é a célula base para estudar as frases para improvisação.
 
Abraços e até a próxima coluna!

Nenhum comentário: