terça-feira, 31 de julho de 2018

Técnicas Para Contrabaixo – Notas Abafadas – Parte 1


Olá pessoal!

Nesta semana temos a primeira coluna sobre a técnica de abafado aqui no site. Serão seis colunas a respeito desta fascinante técnica, muito utilizada em diversos estilos musicais, principalmente naqueles em que temos muito suingue na linha do baixo.
Alguns pensam que os abafados são exclusivos de ritmos como o soul ou o samba, por exemplo, mas eu acredito que os grandes baixistas utilizam técnicas vindas de outros estilos e até de outros instrumentos para construir a sua linguagem, portanto eu não acredito que qualquer assunto abordado em nosso instrumento será exclusivo de um determinado estilo. 
As "notas abafadas" ou "muted notes", também são conhecidas como "Ghost Notes", "Dead Notes", "Notas Fantasmas" e "Notas Mortas".

Técnica


Para conseguir o som abafado é necessário colocar os dedos da mão esquerda sobre a corda desejada sem pressioná-la, a ideia é que não saia nenhum tipo de nota, por isso aconselho o uso do máximo de dedos possíveis, para evitar que soe algum ruído indesejável. 
O abafado é grafado na pauta com a letra "X" e pode ser colocado sobre uma determinada nota ou simplesmente sobre a altura que identifica a corda solta na pauta, eu particularmente prefiro usar a notação grafando sobre a corda solta. Na tablatura é colocado um "X" sobre a corda onde será executado o abafado.
Nos exercícios a fórmula de compasso é 4/4 portanto as notas possuem os valores mais comuns para elas, a semínima valerá 1 tempo, a colcheia 1/2 tempo e a semicolcheia 1/4 de tempo.

Exercício 1 

No exercício 1, a aplicação será feita sobre a célula rítmica de semínima, utilizando a fundamental dos acordes de Em7 e A7, sendo que no primeiro tempo será tocada a nota normal e no segundo tempo a corda Lá abafada, no terceiro tempo novamente é tocada uma nota normal e no quarto o abafado, esta ideia se repete no segundo compasso.


Exercício 2

No exercício 2, a ordem da execução é invertida em relação ao exercício 1, sendo executada a nota abafada primeiramente e depois a nota normal. Os acordes continuam os mesmos.


Exercício 3

Neste exercício 3, a divisão utilizada é a colcheia e aplicaremos a nota normal no tempo e o abafado no contratempo. Os acordes ainda são os mesmos Em7 no primeiro compasso e A7 no segundo.


Exercício 4

No exercício 4, a ordem é invertida com o abafado sendo tocado no tempo e a nota normal no contratempo. Preste atenção para não colocar a nota na cabeça do tempo.


Estude com calma a técnica e prestando atenção na sonoridade que está sendo extraída do instrumento. É importante que o abafado saia com a mesma dinâmica que uma nota com som deva soar.

Vídeo



Abraços e até a próxima coluna!

Nenhum comentário: