Fernando Tavares

Fernando Tavares

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Baixista do Mês - Jack Bruce - Parte 1



Olá pessoal!
Nesta semana temos uma coluna com uma das maiores lendas do contrabaixo, Jack Bruce. Nascido como John Symon Asher Bruce em Bishopbriggs, Escócia no dia 14 de maio de 1943 e falecido em Suffolk, 25 de outubro de 2014 ) é considerado uma das maiores influências no universo do contrabaixo. 

Fonte: https://www.notreble.com/buzz/2013/07/01/jack-bruce-signs-with-esoteric-antenna-announces-new-album/

Fez parte da famosa banda "Cream" junto com Eric Clapton e Ginger Baker, também teve uma sólida carreira solo e tocou com vários artistas famosos como Frank Zappa e John McLaughlin. 
Nesta coluna temos a primeira parte de uma matéria produzida para a antiga revista Bass Player Brasil, na qual foram passados 10 exemplos das linhas de baixo do grande mestre.
Estas matérias estão disponíveis como material de apoio para os meus alunos de contrabaixo, presencial e/ou on-line.

Badge – Base do Solo – 1:38


Nesta base, Bruce utiliza variações com as notas dos arpejos. Também são utilizadas aproximações cromáticas e a escala utilizada como base é a da tonalidade. Nos compassos 9 e 11, é utilizada a pentatônica de Dm sobre um acorde de D, neste caso a nota funciona como uma “Blue Note”, sendo esta uma ideia muito explorada dentro do Blues.

I Feel Free – Refrão – 0:48


Esta base utiliza um padrão muito comum nas canções de Rock, este padrão é formado pelos intervalos de fundamental, quinta, sétima e oitava, este modelo é mais uma herança deixada pelo Blues.

Strange Brew – Intro


Não há como negar a grande influencia do Blues no som do Cream e a música Strange Brew trás a estrutura de um Blues de 12 compassos. Para a criação da linha de baixo, Bruce explorou as notas da Pentatônica Menor sobre os respectivos acordes maiores.

Sunshine Of Your Love – Base de Voz e Refrão – 0:17


Novamente as influencias de Blues estão presentes tanto na estrutura, quanto na criação da maravilhosa frase, que com certeza é uma das mais importantes da carreira do Cream. Para a criação da frase foi utilizada as respectivas escalas Blues dos acordes de Dm e Gm.

Tales of Brave Ulisses – Voz – 0:30


Para este trecho o baixista utiliza as fundamentais de cada acorde, exceto para o acorde de G/B, no qual ele toca a terça (B) do acorde, quando temos a terça na nota mais grave dizemos que o acorde está na primeira inversão.

Jack Bruce é um dos músicos mais citados como influência por outros baixistas, engana-se quem pensa que o fato deste utilizar elementos do Blues como base para a construção das suas linhas, faz com que as ideias sejam calcadas apenas nas características deste estilo. Bruce criou várias ideias de contraponto com as linhas de Clapton e tocava frases com muita virtuosidade. Estude com calma estes exemplos e até a próxima coluna!

Nenhum comentário: