Fernando Tavares

Fernando Tavares

terça-feira, 19 de junho de 2018

Transcrição do Mês - Rush - Limelight



Olá pessoal!
Estamos de volta nesta semana com mais uma transcrição com texto explicativo no site. Para esta coluna escolhemos a música "Limelight" da banda Rush.

Acredito não ser necessário descrever a importância da banda e principalmente do seu monstruoso baixista Geddy Lee para o Rock N'Roll, muito menos descrever sobre todas as suas habilidades técnicas e conhecimento musical, portanto, vamos direto ao assunto, que é a análise dos trechos da música.
A música é feita alternando as tonalidades de B maior e a sua relativa G# menor e tem algumas partes que se repetem diversas vezes no decorrer da canção como a introdução, a base de voz e o refrão. Porém estas partes sempre retornam com variações em seu fraseado e é isto que faz toda a diferença nesta linha de baixo.  
Na introdução temos um compasso de 7/4 no qual o baixista cria as frases utilizando a fundamental, a quinta e a oitava dos respectivos acordes, sendo que no final do trecho ele trabalha com a escala de Si maior para construir as frases, este trecho serve sempre como uma pequena ponte ao final de cada trecho da canção.
No compasso 9 temos a base de voz da música, sendo que nesta base é utilizada a fundamental de cada acorde com variações com as quintas novamente. No compasso 10 temos uma frase utilizando a fundamental e a sexta do acorde de E, perceba que o baixista sempre varia esta frase, criando novas possibilidades de combinações rítmicas, esta é grande "sacada" desta base. Perceba também a variação da fórmula de compasso que ocorre neste trecho. A voz ocorre entre os compassos 9 e 15 (lembrando que os dois últimos compassos utilizam a introdução como base para a construção), 16 e 21, 42 e 48 e por fim 49 e 55. 
À partir do compasso 22 temos o refrão da música que é feito utilizando o compasso de 3/4, sendo que novamente o baixista trabalha com a fundamental, quinta e oitava de cada acorde. No final do trecho a fórmula de compasso utilizada é o 4/4 e o baixista trabalha mais com a parte rítmica, criando uma linha muito legal junto com a bateria. O refrão vai do compasso 22 ao 39, aonde temos a introdução voltando nos compassos 40 e 41. O refrão é repetido entre os compassos 55 e 71.
No compasso 72 começa o solo da música, que também utiliza o compasso 3/4, perceba que o baixista trabalha novamente com a escala do tom, agora com muitas variações sobre a escala da tonalidade que é G#m, este trecho é muito interessante para estudar como o baixista Geddy Lee pensa as suas frases.
No Compasso 102 retornamos para o refrão, e são utilizados os mesmos elementos utilizados anteriormente. À partir do compasso 109 temos o final da música, em que o baixista repete a ideia da segunda parte do refrão diversas vezes, sempre variando as frases com a escala da tonalidade, agora utilizando mais notas e explorando ao máximo a sua criatividade.



Limelight é uma das músicas mais conhecidas da banda Rush e nela o baixista utiliza muitos elementos que aparecem em diversas linhas, não só da banda como de outras bandas influenciadas pelo Rush. As ferramentas utilizadas por Geddy Lee são as quintas e oitavas, a escala da tonalidade, muitas variações rítmicas, mudanças nas fórmulas de compasso e o principal, muita criatividade. Perceba como os elementos não fazem a diferença para um baixista tão criativo quanto Geddy Lee, ele passeia por eles com um domínio absoluto do fraseado e da técnica. Estudem todos os trechos com calma e tirem essa maravilhosa e clássica linha de baixo.
Abraços e até a próxima coluna!

Nenhum comentário: