Fernando Tavares

Fernando Tavares

domingo, 15 de setembro de 2019

Fernando Tavares

  • Contrabaixista profissional, pesquisador, compositor, professor de contrabaixo, harmonia e de metodologia do ensino musical.
  • Iniciou seus estudos como contrabaixista em 1995.
  • Estudou Contrabaixo, teoria, harmonia com professores renomados da música popular na cidade de São Paulo.
  • Graduou-se em Licenciatura em Música pela Unimes.
  • Especialista em Docência no Ensino a Distância pela UFSCar.
  • Mestrando da ECA-USP na linha de Musicologia e sua pesquisa envolve os métodos de composição e improvisação desde o século XVII.
  • Professor de Contrabaixo desde 1998 e hoje trabalha em São Paulo, no bairro de Pinheiros e no IB&T (Instituto de Baixo & Tecnologia) da EM&T (Escola de Música & Tecnologia) e on-line via Skype.
  • Contrabaixista e compositor do Apostrophe’ (que lançou o primeiro álbum "Apostrophe’" em abril de 2017).
  • Contrabaixista da banda do guitarrista Mauricio Fernandes (com o qual lançou o álbum “Alone in the Night” em 2017).
  • Contrabaixista do Medusa Trio (com o qual lançou o álbum “10 Anos” em 2017).
  • Contrabaixista e compositor da banda Dead Man Walking (com a qual lançou o álbum “All my Hate” em 2019).
  • Contrabaixista da banda Lee Recorda.
  • Contrabaixista da banda do cantor Willie de Oliveira (ex-Radio Táxi).
  • Pesquisador no LAMUS (Laboratório de Musicologia) na EACH – USP Leste.
  • Pesquisador no LEDEP (Laboratório de educação e desenvolvimento psicológico) na EACH – USP Leste.
  • Produz apostilas para contrabaixo elétrico, escreve matérias em seu site/blog semanalmente, realiza Workshops e Bass Clinics.
  • Trabalhou como transcripter da antiga revista Coverbaixo, entre 2005 e 2008.
  • Foi coordenador didático, editor didático, colunista e transcripter da revista Bass Player Brasil, na qual participou de todas as edições.
  • Participou de várias bandas, das quais pode-se destar, Liar Symphony (com o qual gravou o CD/DVD "Choosing The Live Side"), Opus Jazz Band, Hotspot Project (com o qual gravou o álbum Volume 1) e
  • Eleito o melhor baixista de 2018 pelo grupo “Quem sabe faz autoral”.
  • É endorser técnico da Giannini.
  • Utiliza cordas Giannini, cabos Datalink e monitores e fones Edifier.

Nenhum comentário: