Fernando Tavares

Fernando Tavares

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dica de luthieria: Escolhendo as Cordas

Objetivo:

1-Conforto

2-Pegada
3-Afinação
4-Timbre, nessa ordem.

Conforto porque não adianta querer tocar com uma 013" de guitarra ou 055" de baixo se o músico não tem mão pra isso. Da mesma maneira, um músico que tem pegada forte não pode usar cordas leves demais.
A ideia de escolher um calibre confortável nos leva aos ítens 2 e 3. Uma corda muito pesada compromete a pegada e os bends. Cordas leves demais desafinam, pois apertamos a corda além do necessário, fazendo um bend vertical, aumentando a afinação de todas as cordas digitadas.

O timbre é um quesito mais subjetivo. Uns percebem a diferença entre calibres apenas ouvindo. Outros já não conseguem essa façanha. De qualquer forma, aconselho buscar esse objetivo (timbre) apenas se os 3 anteriores já estiverem alcançados.

A marca das cordas é algo pessoal. Além de depender do gosto de cada um, algumas marcas oxidam mais rápido com certos tipos de pessoas e com outras não. Isso está relacionado à maneira como o suor da mão age na corda. Cada um de nós tem uma composição química diferente, que age de maneira diferente em diferentes tipos de cordas. Quanto a isso, o melhor é experimentar.

A frase final pode ser: "Não existe corda boa. A corda que é ótima pra mim pode ser horrível para o músico ao meu lado". E isso se aplica a QUALQUER tipo ou marca de cordas.

Faça perguntas, exponha sua dúvida.

Escrito por Edilson Hourneaux

Site: www.hourneaux.com

E-mail: ehourneaux@gmail.com

Facebook : https://www.facebook.com/hourneaux.luthieria?ref=ts&fref=ts

Abraços e até a próxima coluna!

Nenhum comentário: